Quem é Alfredo Coelho?

 

AC nasceu e cresceu em Angola. Durante a Guerra Civil emigrou com a família para o Brasil (1974), onde começou a trabalhar profissionalmente como pintor em 1980. É angolano e português de criação brasileira, como costuma dizer.
Depois de quase duas décadas vivendo no Rio de Janeiro, mudou a sua intenção de se tornar arquiteto para se dedicar à arte mais objetivamente seguindo a paixão pela pintura que imediatamente adotou em tempo integral. Transferiu-se para a Europa no fim dos anos 80 já em plena atividade profissional, onde viveu os primeiros quatro anos na Alemanha, tendo de seguida, depois de um breve retorno ao Brasil, optado por residir em Portugal, onde permaneceu cerca de 20 anos, dando continuidade a uma rota de exposições que hoje conta com cerca de 60 exposições entre mostras individuais e participação em coletivas. A maioria delas aconteceu em Portugal, e as outras no Brasil, Espanha, França e Alemanha, para onde voltou a residir e trabalhar nos últimos anos, tendo também passado uma curta temporada na Bélgica.
Desde os primeiros anos, enquanto artista, tem explorado diferentes áreas de trabalho, tais como a escultura, nomeadamente em madeira e ferro, das quais se destaca o troféu que criou e executou para o 5º Festival Internacional de Teatro no Rio de Janeiro, Brasil), além de experiências com manipulação de fotos, tendo apresentado algumas instalações e fez ainda algumas incursões na área de vídeo.
Algumas de suas obras estão representadas em coleções públicas, como: MAM – Museu de Arte Moderna (Resende – Rio de Janeiro / Brasil); Banco de Macau (Portugal); Museu Diogo Gonçalves (Porto); Fundação Ouro Negro (Lisboa); entre inúmeras coleções particulares.
Recebeu o Primeiro Prémio de Pintura (escolha do público) e o Prémio de Mérito na primeira PortArt – Feira Internacional de Arte de Portimão / Algarve (1991); o Primeiro Prêmio de Pintura na XIII Mostra de Arte de Itatiaia – RJ / Brasil (1995).
Está referenciado em alguns livros de arte como “Pintura Contemporânea Portuguesa – 100 artistas”, editada por Manuel de Sousa e Ernesto Neves (2009, Portugal); “Aspectos das Artes Plásticas em Portugal” editado por F Infante do Carmo (1992, Portugal); “O artista e o seu mercado” editado por Adrian Publishers (1993, Brasil) entre outras publicações.
Atualmente reside e trabalha na Alemanha.

Post Tagged with

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.